Venda de tablets no Brasil cai 8% entre abril e junho

O brasileiro está comprando menos tablets em 2017, segundo estudo do IDC Brasil. As vendas do produto no segundo trimestre do ano foram de 790 mil unidades contra 860 mil no mesmo período de 2016. Apesar da redução de 8%, alguns dados positivos indicam uma amenização no ritmo de queda.

Ainda de acordo com o IDC, a receita total do segmento no período foi de R$ 400 milhões, o que representa uma retração de 11% em relação aos meses de abril a junho de 2016. Contudo, na comparação com o primeiro trimestre de 2017, o rendimento do setor aumentou 9%. Segundo o instituto, o movimento já era esperado, dado o comportamento mais agressivo das fabricantes com preços promocionais e brindes para frear a queda.

Outro dado positivo foi o tíquete médio no período, que subiu 6% em relação ao primeiro trimestre do ano, passando de R$ 477 entre janeiro e março para R$ 505 de abril a junho. Na comparação com o mesmo período de 2016, o crescimento foi ainda maior: 14% a mais em relação à média de R$ 443 do último ano.

O IDC projeta ainda que 3,75 milhões de tablets devem ser vendidos até o final de 2017, o que representa uma queda de 6% em relação a 2016. O mesmo movimento negativo deve ser observado nas receitas, que devem fechar em R$ 1,96 bilhão, um recuo de 6% em comparação ao último ano.





RECOMENDADO PARA VOCÊ